Tomara Aumente o Crédito



“Não que eu procure o donativo, 
mas o que realmente me interessa é 
o fruto que aumente o vosso crédito”.


─ Paulo, com toda simplicidade,
afirmando que o desejo dele era 
produzir bons frutos na vida. E assim,
naturalmente, o fluxo de investimento
financeiro dos irmãos cresceria...

Esperança simples e arraigada, essa de Paulo...

Acerca do crédito, da fé para investir, da motivação para patrocinar....

Todo discípulo de Jesus mantém essa mesma expectativa simples.


Por outro lado, o mesmo Jesus que ensina a pureza dessa esperança, também afirma sem ilusões:

"Quando porém vier o Filho do homem, achará fé na terra?"

Ainda haverá essa capacidade nos homens?
Dar crédito...aumentar em crédito por conta do amor ao fruto bom...


Sim, dar crédito àquilo que é bom, que é bem, que é do alto, que é misericordioso, que tem boa fama, que carrega virtude, que tem louvor dos anjos, que é puro...


Nosso chamado é para irmos contra esse des-crédito.
Isto porque, daqui pra frente, no mundo, na cultura humana, só aumentará o investimento no que seja doença, barganha, embriaguez, vaidade ou iniquidade.


O Caminho da Graça tem algumas frentes de trabalho que precisam de recursos.
Sim, claro. Quem é puro expõe o coração e a necessidade.

Mas nosso interesse não está nos recursos. Jamais.
Cada homem e mulher de cada estação precisa saber disto, claramente.

O real interesse é darmos frutos na vida. Frutos de cuidado, solidariedade, justiça, amor, Graça.
E a esperança mais simples é essa: os irmãos, vendo isto, se motivarão para aumentar em crédito.

"o que realmente me interessa é
o fruto que aumente o vosso crédito".



Disse Isaías: "Quem dará crédito à nossa pregação? E a quem foi revelado o fruto de Deus?"


Quando se fala sobre receber crédito, o caminho de Deus é sempre mais estreito, difícil de convencer...

Basta olhar pra largueza do caminho das igrejas universais por aí... e a facilidade e quantidade de crédito abundante e desconcertante que entra pelos portais nephilínicos...

Ainda assim, podemos descansar na voz que diz:

"Quando vos mandei sem bolsa, sem alforje e sem sandálias, faltou-vos, porventura, alguma coisa?".

Nada! - disseram eles.

Nada Senhor! - Dizemos nós, gratos e privilegiados.


Espalhem pelas estações amigos, esse convite e esse privilégio. É para todos que queiram!

De nossa parte, no aspecto "ministerial", nas necessidades e demandas... Não há estratégias na manga ou armas carnais.
"Envia Senhor, trabalhadores para a TUA Seara". - foi a única arma com a qual nos dotou.

E não desistiremos se não houver o crédito, nem haverá motivo para amargura ou revolta.
A verdadeira Seara não vem com visível aparência, está no coração.
E o nosso tesouro é aquele que cresce em nós, para a vida eterna. O Fruto.
O Fruto é o que nos interessa.

"o que realmente me interessa é
o fruto que aumente o vosso crédito".
Apenas fraternal e puramente esperamos: tomara aumente o crédito de muita gente.

E quando dizemos "crédito", não é meramente um depósito bancário.
"Crédito" é algo muito mais amplo. É conjugalidade profunda, de alma e espírito, em amor e consciência.
É aquilo que une cada discípulo a Jesus, e une discípulos e discípulos, no Caminho.


Marcelo Cunha



Nenhum comentário: