O Silêncio e a Presença ...




Em meio ao som de muitas vozes procurei
Mas Ele não estava lá...
Bati na porta mil vezes...

E nem mesmo um ruído pude ouvir
E assim permaneci a esperar até que algo aconteceu...

Era a chama de uma fogueira que flamejava
E quanta beleza havia no fogo!
Mas naquela chama, Ele não se fez perceber...
A terra tremeu, e com ela o estrondo assustador do terremoto

Mas naquela força  Ele também não estava...
Nem sinal de sua presença ... 
E já sem esperança...emudeci....aquietei...
E um sopro leve e ameno a me beijar o rosto
Chegou trazendo a doce companhia
E  a voz daquele a quem eu procurava ecoou dentro de mim
Então cobri o rosto....sosseguei...
E a paz dilacerante me envolveu.

(Um certo Elias e seu encontro com a "Presença")

Ana D´Araújo
www.anadaraujo.com.br

Nenhum comentário: