Jesus e mais alguma coisa…


Religião é tudo aquilo que precisa de Jesus e mais alguma coisa para alcançar a salvação. Quanto tempo faz que você não sabe o que é “só Jesus”? Você se lembra daquele tempo em que seu único alvo, razão e prazer, era só Jesus. Você não precisava de mais nada, sua alma não clamava por mais nada a não ser a presença daquele que a preenchia por completo.

Você o desejava tanto que se recusava sair de casa sem antes conversar com Ele. Não se atrevia tomar uma decisão sem antes o consultar. Ele era a sua única motivação, e só bastava isso.

Mas com o tempo, os afazeres e obrigações se tornaram mais fortes que a doce presença de Jesus, e a correria te fez pensar que estava em “falta” com Deus. Vêm as cobranças, as exigências, os dogmas, as doutrinas para te mostrar um novo caminho de se chegar a Deus: as obras. Que triste mentira. O tempo todo ficamos à espera de que, quando todas as exigências tiverem sido cumpridas, o pobre ser natural seja melhor.

Não se engane! Se você está realmente disposto a tentar atender a todas as exigências que impõem ao seu ser natural, saiba que não lhe restará o suficiente para continuar vivendo.

Nós percebemos que aquela mistura no almoço, é tão mais saborosa que o arroz e feijão puro, e dá aquele “gosto” ao almoço. É tão mais fácil comer a mistura, e me saciar com as obras que faço para alcançar a salvação, é tão mais gostoso, não é? Mas é no arroz e feijão que ganhamos força. É no arroz e feijão que está toda a essência. Aprenda que obras não te levará ao céu, pela graça sois salvos e por meio da fé.

Escute Deus dizer: “Eu quero tudo o que é seu. Eu não quero uma parte do seu tempo, uma parte do seu dinheiro e uma par te do seu trabalho: eu quero você. Eu não vim para atormen tar o seu ego, vim para matá-lo. Não quero cortar um ramo aqui e outro ali; quero abater a árvore inteira. Não quero raspar, revestir ou obturar o dente; quero arrancá-lo. As meias-medidas não me bastam.” (último parágrafo, autor C.S.Lewis)

Ele é simples!

texto: Camila Zaponi – via Juventude na Rocha

Nenhum comentário: